26 de fevereiro de 2012

Bardana



Possui inúmeras propriedades nutricionais, além de ser muito agradável ao paladar.
Na culinária natural, utilizamos a raiz da bardana para incrementar tortas, sopas e até mesmo para fazer saladas.
Esta raiz, que poucas pessoas conhecem, traz benefícios à saúde e é considerada uma planta medicinal.
Toda a planta da bardana pode ser utilizada para fins medicinais.
Os gregos já a utilizavam para tratar de inúmeras doenças. As folhas possuem poderes bactericidas e são bastante requisitadas para tratamento de doenças de pele - fama conseguida em um episódio no qual as folhas da bardana salvaram o rei Henrique III, da França, de uma doença cutânea.
Tudo indica que sua origem é a Europa, mas o país que a cultivou com maior intensidade para consumo foi o Japão, por isso a fama de que a bardana é uma planta de origem japonesa.
Até hoje a culinária que mais utiliza e difunde o consumo da planta é a japonesa, na qual podemos encontrar pratos típicos tendo o vegetal como base.
A raiz da bardana também possui muitas propriedades importantes para a saúde, como o combate de cálculos renais, reumatismo e problemas de vesícula.
Não se pode esquecer que a maioria de suas propriedades estão concentradas na casca e por isso é de extrema importância não retirá-la.
Quando cozida, a bardana apresenta um aspecto escurecido, o que é normal pelo fato de possuir ácido tânico, uma substância sem sabor e inofensiva ao organismo. De acordo com nutricionistas, a raiz da bardana apresenta qualidades como o fornecimento de proteínas, glicídios, fibras, cálcio, fósforo, ferro, vitamina A, vitamina B1, riboflavina e niacina, além de ser uma rica fonte de sais minerais.
Além das ações terapêuticas citadas, a bardana possui outras propriedades como purificar o sangue, curar picadas de insetos, torções, hemorróidas, enfermidades crônicas da pele, acnes, eczemas, pruridos, seborréia da face, herpes, vesícula inflamada, cálculo biliar, hepatite viral, cirrose e por isso tem sido largamente estudada e utilizada em laboratórios farmacêuticos.
Até mesmo a queda de cabelo pode ser tratada com bardana, neste caso é utilizado o óleo extraído da planta.
Com tantas propriedades e qualidades assim, esta planta deve ser mais difundida na culinária, pois é excelente para aqueles que estão à procura de uma alimentação mais saudável.
A bardana agrada bastante ao paladar e tem ganho cada vez mais adeptos nos restaurantes em que é oferecida.
Esta planta (geralmente a raiz, que é utilizada na culinária) pode ser encontrada em lojas de produtos japoneses e em supermercados mais sofisticados.


Tente fazer em casa, misture-a com arroz, faça refogada, certamente seu organismo só terá a ganhar. 
Segue abaixo uma receita de como preparar a bardana.

Bardana refogada no molho de soja:
Ingredientes: 
2 Raízes de bardana 
1 cebola pequena bem picadinha 
1 dente de alho amassado 
1 copo de molho de soja (shoyu) 
Lavar bem as raízes para retirar toda a terra, já que a casca será ingerida; 
Picar a bardana em tiras finas ou pequenos cubinhos; 
Colocar a cebola picada bem pequena, o alho e o azeite na panela até dourar; 
Adicionar a bardana picada e o molho de soja; 
Deixar a bardana cozinhar no shoyu até secar; 
Retirar da panela e servir. 

Pode ser servida pura, adicionada ao arroz, ao macarrão, sopas e saladas. 

Fontes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é sempre bem vinda!